XVI Semana da Catequese

Por Valéria Rios

Com o tema geral: “Catequistas, semeadores da Misericórdia Divina” começa no próximo dia 27/08 e vai até o dia 03/09 a XVI Semana da Catequese de Mairi (BA). Clique na imagem abaixo e confira a programação completa!

Catequese 2016

Abertura da Semana da Família – Comunidade de Aroeira

Com o tema geral “Família e Igreja, lugares de Misericórdia”, o Movimento Mãe Rainha participou da Abertura da Semana da Família, da comunidade de Aroeira, no dia 21 de agosto, às 16h do domingo. Celebrado por Irmã Jalmira e Josenora Rocha, o subtema da dia foi “Diálogo familiar e com Deus: fonte de misericórdia e conquista do amor”.

A Liturgia da celebração teve o Livro do Apocalipse de São João como primeira leitura (Ap 11, 19a; 12, 1.3-6a. 10ab); o Salmo 44 para o Responsório; a segunda leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios (1Cor 15,20-27a); e o Anúncio do Evangelho segundo Lucas (1, 39-56).

 

Josenora lembrou que o mês de agosto também é o mês vocacional, e que Deus ama a vocação de quem quer construir a família, pois a família é a lembrança da Trindade Santa: Pai, Filho e Espírito Santo. Lembrou também das palavras do nosso saudoso Papa João Paulo II “O futuro da humanidade passa pela família”. Falou também da importância da orientação familiar no caminho de Deus, além do respeito aos mais velhos, pois a família é essencial na fé!

No final da celebração, a Missionária Marilene e a jovem Elen fizeram uma homenagem a Maria, através de uma linda mensagem:

Ave Maria …..

– Olá minha filha, estou aqui, em que posso lhe ajudar..?

– Quem está ai? Quem está falando? Não há ninguém aqui…

– Não tenha medo, Filha, você me chamou e apenas te respondi “Estou aqui” sempre que precisar de mim, por toda a vida..

– Mas eu não chamei ninguém..

– Chamou sim, você disse Ave-Maria, que quer dizer salve Maria.

– Mas quem é você Maria?

– Sou Maria, Mãe de Jesus o Salvador!

– Que honra poder fala com a Senhora, a mãe de Deus.

– Honra porque filha, foi você que me chamou?

– Eu chamei? Não chamei não… A Senhora está enganada…

– Chamou sim, eu ouvi Ave Maria!

– Ah sim, mas isto é apenas a oração.

– Mas você não sabe que Deus se comunica com seus filhos por meio da oração. Eu também…

– Não sabia, então vou continuar minha oração… Cheia de Graça, O Senhor esteja convosco.

– Espere aí, Cheia de Graça? O que você quer dizer com isso?

– Ah sei lá, é apenas a oração.

– Cheia de Graça quer dizer cheia de paz, perdão e amor. E O Senhor esteja convosco, é que meu filho Jesus Cristo sempre está em minha presença, e se você está comigo, também estará com ele, pois sou eu quem rogo e peço pelas pessoas para meu Filho.

– Sim sim, vou continuar minha oração… Bendita sois vós entre as mulheres…

– Vamos dar uma parada novamente, o que você quis dizer com isso?

– Não sei, já disse é apenas a oração. Não fui eu que escrevi, é assim!!

– Filha, não é só uma simples oração. Essa frase quer dizer que fui eu a escolhida dentre todo o mundo para ser a Mãe do Salvador, Mãe de Deus.

– Então tá, vou prosseguir minha oração… E bendito é o fruto do vosso vente, Jesus.

– Calma aí, você entendeu o que acabou de dizer?

– Humm, o que quer dizer Fruto do vosso ventre?

– Está falando de meu Filho, Jesus Cristo, Fruto do meu ventre… Ou seja, que seja abençoado o meu Filho, Jesus Cristo.

– Ah sim, então vou prosseguir… Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós pecadores… Humm agora entendi, A oração pede que a Senhora interceda e rogue por nós, os pecadores, correto?

– Isso mesmo, pois sou eu que rogo e intercedo por todos vós, perante meu filho.

– E como somos todos irmãos perante Cristo, também somos seus filhos?

– Isso mesmo… Muito Bem… Agora termine sua oração…

– Agora e na hora de nossa morte, Amém…

– Viu, estarei com você agora e na hora de sua morte, e por toda a vida, pois a morte é apenas uma passagem para a vida eterna.

– Entendi, nunca havia parado para pensar como é linda esta oração…

– Pois bem, a maioria das pessoas apenas fala e dizem rezar; mas quem realmente reza, reza com o coração, prestando atenção no que diz.. Agora vá minha Filha, e lembre-se: Sempre estarei contigo! Que a Paz do Senhor esteja sempre com você!

– Amém, obrigado Mãe, sempre lembrarei de hoje.

Elen, acompanhada do jovem Bruno, também fizeram mais uma belíssima homenagem às famílias, dublando a música “Ilumina, Ilumina”, de Padre Zezinho.

Aroeira 21 Agosto 2016 Abertura Semana Família - Pariticipação do MMR (47)

O Movimento Mãe Rainha agradece mais uma vez a acolhida da Comunidade da Aroeira.

 

Semana da Família no Distrito de Aroeira

SEMANA DA FAMÍLIA
Distrito de Aroeira – Mairi-Bahia
De 21 a 27 de agosto de 2016

Tema: Família e Igreja, lugares de Misericórdia

pastoral familiar arquidioceseDomingo (21.08)
Subtema: “Diálogo familiar e com Deus: fonte de misericórdia e conquista do amor”.
Celebração com o Movimento Mãe Rainha
Horário: 16h

Segunda-feira (22.08)
Subtema: “O perdão na família: fonte de reconciliação e libertação”.
Celebrantes: Catequista e catequizandos
Horário: 19h

Terça-feira (23.08)
Subtema: “Igreja doméstica promotora da misericórdia na sociedade”.
Celebrantes: Grupo de Crisma
Horário: 19h

Quarta-feira (24.08)
Subtema: “As obras de misericórdia na família e da família”.
Celebrantes: Professores e alunos da escola local
Horário: 19h

Quinta-feira (25.08)
Subtema: “Criados na misericórdia e para a misericórdia”.
Louvor ao Santíssimo Sacramento, com adoração
Celebrantes: Ministra da Eucaristia e comunidade
Horário: 19h

Sexta-feira (26.08)
Subtema: “Celebrando a partilha através da misericórdia de Deus Pai”.
Missa de Encerramento com Padre Pedro
Horário: 18h

Organização: Comunidade em Geral

XXI Semana Nacional da Família

Estamos vivendo o Ano da Misericórdia, proclamado pelo Papa Francisco. Ele nos convida a conhecer e aprofundar o sentido da Misericórdia de Deus, e deixarmo-nos tocar por ela. Tocados pela Misericórdia do Pai, como filhos e filhas fiéis, vamos durante os dias 14 a 21 de agosto do corrente ano, comemorar a Semana Nacional da Família, na Paróquia Nossa Senhora das Dores de Mairi, da Diocese de Rui Barbosa.

Durante esta semana, vamos, sobretudo, orar, louvar e refletir sobre as obras de misericórdia, conhecendo um pouco melhor o jeito de Deus agir com seus filhos e filhas, para que possamos transformar o nosso agir com os outros. O próprio Jesus faz o convite “Sede misericordioso, como vosso Pai é Misericordioso “ (Lc. 6, 36) . Sendo assim, você e sua família são nossos convidados a participarem desta semana.

CArtaz

Confira a programação completa!

DOMINGO 14/08/16
Subtema: Celebrando a partilha através da misericórdia de Deus Pai.
Responsáveis: Pastoral do Dízimo, Pastoral Familiar e Banda Amor Maior (Itaitê)
Horário: 08:00h Local: Igreja Matriz
Programação: Missa e Show com a Banda Amor Maior de Itaitê

SEGUNDA-FEIRA 15/08/16
Subtema: Diálogo familiar e com Deus: fonte de misericórdia e conquista do amor.
Responsáveis: Pastoral Familiar e o Casal Marcos e Darcicleide (Baixa Grande)
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Palestra para Casais

TERÇA-FEIRA 16/08/16
Subtema: O perdão na Família: Fonte de reconciliação e libertação.
Responsáveis: Pastoral Familiar e Diácono Genival
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Celebração da Palavra

QUARTA-FEIRA 17/08/16
Subtema: Criados na Misericórdia e para a Misericórdia.
Responsáveis: Pastoral Familiar de Várzea da Roça
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Missa

QUINTA-FEIRA 18/08/16
Subtema: As obras de misericórdia na família e da família.
Responsáveis: Pastoral Familiar e Josenora Rocha
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Adoração ao Santíssimo

SEXTA-FEIRA 19/08/16
Subtema: Família: Igreja doméstica promotora da misericórdia na sociedade.
Responsáveis: Pastoral Familiar (Casal: João Edson e Silvete) e Grupo de Oração Mirim
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Palestra

SÁBADO 20/08/16
Subtema: Família e Igreja; Lugares de misericórdia.
Responsáveis: Pastoral Familiar e Comunidade de São Bento das Lajes
Horário: 19:30h
Local: Igreja Matriz
Programação: Momento de Louvor

DOMINGO 21/08/16
Tema: Misericórdia na Família: Dom e Missão
Responsáveis: Pastoral Familiar
Horário: 9:00h
Local: Igreja Matriz
Programação: Missa

REALIZAÇÃO: PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS DORES

Evangelho do Dia – Jo 11,19-27

Santa Marta . Memória
Eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 11,19-27

Naquele tempo, Muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa. Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele to concederá”. Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”. Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”.

Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?” Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.

Palavra da Salvação.

Tríduo de Santa Marta na Comunidade Reviver

Festa de Santa Marta

Reflexão do Dia – Mt 10, 34 – 11,1

Segunda-feira da 15ª Semana do Tempo Comum

O seguimento de Jesus tem uma série de implicações e não permite meio termo, pois exige radicalidade. Ou seguimos Jesus ou não seguimos, não existe seguimento até certo ponto ou de acordo com as minhas condições, o seguimento é incondicional. Para que isso seja possível, Jesus deve ser o valor absoluto de nossas vidas, devemos ser seduzidos por ele de modo que tudo façamos para estar com ele e realizar a sua vontade, a fim de que tenhamos coragem de, com ele, assumir a nossa cruz do dia a dia e segui-lo até onde for necessário. Somente quem tem um verdadeiro amor por Jesus e pelo Reino de Deus é capaz de viver de tal maneira.

Aniversariantes Dizimistas do mês de Julho

Por Manoel Carmo Rios

Caro irmão Dizimista,

É com muita alegria que podemos contar com a sua ajuda. Saiba que você, através do DÍZIMO, se tornou parte essencial para que nossa Igreja possa exercer suas funções, cumprir com a missão que Jesus Cristo nos deixou. Como Dizimista, você é missionário(a), e o seu testemunho é fonte de sabedoria que inspira a todos nós. Continue fiel! Doando o dízimo com amor e perseverança, aprendemos a espiritualidade, o céu se abre, e muitas bênçãos são derramadas sobre nós.

Dia 02 de Julho
Pedro Vitório M. Pereira
Maria Nascimento
Maria Alzeni Pedr. de Oliveira
Vitor da Silva Santana
Cristiane dos Santos Lima
Joselita Guimarães Oliveira
Percilia Venança Dias
Sônia Maria J. M. Rios

Dia 03 de Julho
Vilma Santana Silva
Joselita Trindade Rosa
Milene Oliveira Farias
Bárbara Coelho da Silva
Débora Coelho da Silva
Iva Macêdo da Silva

Dia 04 de Julho
Eunice Borges Bastos
Valdenir Alves Mota

Continuar Lendo →

Sem obras a fé é morta, afirma Papa Francisco

Por Valéria Rios

REUTERS1544977_Articolo

“No final, seremos julgados pelas obras de misericórdia”. O Papa Francisco quis recordar aos fiéis presentes na Praça de São Pedro neste domingo, antes da oração do Angelus, comentando a parábola “simples e estimulante do Bom Samaritano”. E fez isso citando inclusive uma canção italiana “Parole, parole, parole, – “Palavras, palavras, palavras.” “Apenas palavras que o vento leva embora”, disse para distinguir as obras de misericórdia de uma solidariedade só em palavras.

“Também nós – sublinhou – podemos nos fazer esta pergunta: quem é o meu próximo? Quem devo amar como a mim mesmo? Os meus parentes? Os meus amigos? Os meus compatriotas? Os da minha mesma religião?”. Francisco explicou que Jesus muda essa perspectiva: “Eu não devo catalogar os outros para decidir quem é o meu próximo e quem não é. Depende de mim, ser ou não ser o próximo da pessoa que encontro, e que precisa de ajuda, mesmo se estranha ou até.

“Vai e faça você também o mesmo”’
E Jesus recomenda: “Vai e faça você também o mesmo”’. E ele repete a cada um de nós: “Vai e faça você também o mesmo, faça-se próximo ao irmão e à irmã que você vê em dificuldades. O Evangelho, recordou Francisco, “indica um modo de vida, cujo centro de gravidade não somos nós mesmos, mas os outros, com as suas dificuldades, que encontramos em nosso caminho e nos interpelam. E quando os outros não nos interpelam algo neste coração não funciona, algo neste coração não é cristão”.

A atitude do Bom Samaritano
Devemos, disse o Papa, “realizar boas obras, não basta somente dizer palavras que vão ao vento”. “ Vem-me em mente aquela canção “palavras, palavras, palavras”. E, no Dia do Julgamento, o Senhor vai nos dizer’: “Mas você, você se recorda daquela vez na estrada de Jerusalém a Jericó? Aquele homem quase morto era eu. Você se lembra? Aquela criança com fome era eu. Você se lembra? Aquele migrante que muitos querem expulsar era eu. Aquele avó sozinho, abandonado em casas para idosos, era eu. Aquele doente sozinho no hospital, ninguém vai ver, era eu”.

“A atitude do Bom Samaritano – explicou Francisco – é necessária para dar prova da nossa fé, a qual “se não é acompanhada por obras, em si mesma é morta”, como recorda o Apóstolo Tiago”.

Fé fecunda
“Através das boas obras, que realizamos com amor e com alegria aos outros, a nossa fé – acrescentou – germina e dá frutos”. Bergoglio, em seguida exortou: “Perguntemo-nos: a nossa fé.

E fecunda? Ela produz boas obras? Ou é um pouco estéril e, portanto, mais morta do que viva? Faço-me próximo ou simplesmente o passo ao lado?”. “Estas perguntas – concluiu – devemos fazê-las frequentemente, porque no fim seremos julgados pelas obras de misericórdia”.

Créditos: Rádio Vaticano

Dia “D” do Dizimo 2016

Por Valéria Rios

Dizimo

A Paróquia Nossa Senhora das Dores celebra em julho o mês dedicado ao Dízimo. Para dar início às atividades, pastorais e movimentos realizarão encontros focados na espiritualidade do Dízimo, de acordo com a realidade de cada comunidade. “O dízimo é, acima de tudo, uma resposta ao Deus que me ama. A Ele, que me deu tudo, eu dou um pouco do fruto do meu trabalho para dispor para a comunidade e, particularmente, para os mais necessitados”. No domingo, 10 de julho acontecerá a missa na Igreja Matriz, às 19:30 horas. O celebrante será o Pe. Pedro.

Na ação evangelizadora da Igreja, a contribuição está ligada às dimensões religiosa, social e missionária, o que significa que uma parte é destinada para a manutenção dos templos; a outra auxilia nos trabalhos de assistência social; e a outra parte é utilizada para a formação das próprias lideranças paroquiais, além de ajudar os seminários.

Em anexo, estamos disponibilizado o material para as celebrações dedicadas ao Dizimo. Para ter acesso ao material, basta clicar no link abaixo.

MATERIAL PARA DOWNLOAD – CELEBRAÇÕES MÊS DO DIZIMO 2016

Celebração do Batismo, o primeiro sacramento

Por Valéria Rios

A Paróquia Nossa Senhora das Dores, em sua missão pastoral, acolheu 18 crianças para a cerimônia religiosa de iniciação cristã, junto de seus pais, padrinhos e familiares, no último domingo, 03 de julho e teve como celebrante o Padre Pedro.

20160703_180127

Crianças de diferentes idades, receberam o primeiro sacramento da igreja católica. Dessa forma, as crianças mesmo que ainda muito pequenas e ainda não tenham entendimento, estão dando os primeiros passos na iniciação da vida cristã, afirmou o Pe. Pedro durante a celebração. O Santo Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, o pórtico da vida no Espírito e a porta que dá acesso aos outros sacramentos. Pelo Batismo somos libertos do pecado e regenerados como filhos de Deus: tornamo-nos membros de Cristo e somos incorporados na Igreja e tornados participantes na sua missão.

Ao final da celebração, o Pe. Pedro pediu a ajuda dos pais e dos padrinhos na educação cristã dos filhos/afilhados.

Reflexão do Dia – Mt 10, 7-15

Quinta-feira da 14ª Semana do Tempo Comum

A vida de quem é discípulo de Jesus consiste em fazer as obras do reino de Deus para manifestar a sua presença no meio dos homens. É deixar de lado as suas próprias obras para que, como enviado por Jesus, realize as obras de Deus. Para que isso seja possível, o discípulo de Jesus não deve colocar a sua confiança nos bens materiais, mas em Deus, que tudo proverá para que a sua obra seja coroada de êxito. Com essa confiança em Deus, o discípulo de Jesus deve procurar estar atento a tudo o que acontece ao seu redor, para que não perca nenhuma chance de fazer o bem aos que necessitam dele e possa ser, também, um promotor da paz.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 712 outros seguidores