Formação Paroquial da Campanha da Fraternidade 2017

cf_17-8

Aconteceu no último sábado (18/02/2017) no Centro de Espiritualidade Nossa Senhora das Dores – Com. Srª do Bonfim, formação paroquial da Campanha da Fraternidade 2017, que tem como tema “Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida” e o lema: “Cultivar e Guardar a Criação” (Gn 2.15). E contou com a presença de lideranças das comunidades rurais e urbanas, pastorais/grupos/movimentos, que tiveram a oportunidade de refletir sobre o tema da CF e relacioná-la com nossa realidade, a assessoria foi por conta do Seminarista Cláudio Gonçalves (Seminário Bom Pastor – Diocese de Ruy Barbosa).

cf_17-2

Esta CF tem como proposta principal enfatizar a diversidade de cada bioma brasileiro e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. A depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior.

Por: Guilherme Santos

7º Encontrão Movimento Mãe Rainha

Com o tema “Maria, Mãe e Porta da Misericórdia”, o 7º Encontrão do Movimento Mãe Rainha foi realizado, mais uma vez, na Fazenda Jenipapeiro, no dia 18 de dezembro de 2016.

Com o objetivo de fazer uma preparação e reflexão para o dia de Natal, através de várias atividades. Com a participação do Terço dos Homens, Padre Pedro e todos os presentes na abertura; Matheus Rios e Maria Palmeira no violão; palestras com Irmã Jalmira e Josenora Rocha e mais encenações, dinâmica, dublagem e presépio. Tivemos também a Renovação da Aliança de Amor, com a presença de Missionários e Zelados do Movimento.

O Movimento Mãe Rainha agradece a todos que colaboraram para que esse evento acontecesse.

Para ver mais fotos clique aqui!

7º Encontrão Movimento Mãe Rainha

Encontrão 2016.png

Assembleia Paroquial 2017

Por Guilherme Santos

img_20161201_174419544_hdr

Aconteceu na última sexta-feira, 02/12/2016, a assembleia paroquial realizado no Centro de Espiritualidade Nossa Senhora das Dores – Comunidade Senhor do Bonfim. Contamos com a presença de representantes das comunidades, pastorais, grupos e movimentos de nossa paróquia.

Após oração inicial, acolhida e apresentação, cada comunidade/pastoral/grupo/movimento fez a avaliação da sua caminhada na paróquia no ano de 2016 e posteriormente apresentada à assembleia.

img_20161202_123355043

Na parte da tarde houve trabalhos em grupos para escolher ações prioritárias para 2017, a partir das urgências da paróquia, prioridades diocesana e eventos nacionais, que são:

Prioridades Diocesana:

  • Iniciação à Vida Cristã com Inspiração Catecumenal;
    a) Incentivar em toda a catequese existente a inspiração Catecumenal e seguir o Plano Diocesano de catequese;
    b) Formação paroquial permanente sobre catequese com Inspiração Catecumenal para todos os agentes de pastoral, movimentos grupos, serviços e comunidades;
    c) Círculos bíblicos sobre as Sagradas Famílias na bíblia (CEBI) a ser realizado entre abril e maio;
    d) Temário (novenário para festa de padroeiros contemplando as prioridades diocesana;
    e) Leitura Orante da Bíblia;
  • Cuidado e defesa da vida na dimensão sócio ambiental;
    a) Formação: para cidadania, direitos humanos, doutrina social da igreja e conselheiros municipais;
    b) Exigência de políticas públicas: pessoas em situação de vulnerabilidade social permanente (Conselhos e Associações, com a criação/ fortalecimento das ações do Fórum da Cidadania);
    c) Conscientização e incentivo ás iniciativas de coleta seletiva e reciclagem;

Campanha da Fraternidade 2017
Tema: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”. O lema é inspirado no texto do Livro do Génesis 2,15: “Cultivar e guardar a criação”.

Ano Jubilar Nacional Mariano
O Ano Mariano vai, certamente, fazer crescer ainda mais o fervor desta devoção e da alegria em fazer tudo o que Ele disser (cf. Jo 2,5).

URGÊNCIAS DA PARÓQUIA:

  • Equipe de Liturgia
  • Equipe de Iniciação à Vida Cristã
  • Plano Pastoral Paroquial

A partir dessas necessidades foram escolhidas ações prioritárias para o próximo ano. A assembleia encerrou com a oração final conduzida pelo Pe. Pedro Pinheiro.

Convite: Assembleia Paroquial 2016

assembleia2016

 

Convite – Primeira Eucaristia da Comunidade do Tanque da Nação

Os catequizandos da Comunidade do Taque da Nação, juntamente com a catequista Rita de Cássia tem a alegria de convidar você e sua família para uma celebração muito especial!

convite-eucaristia-tanque-da-nacao

 

Evangelho do Dia – Lc 19,11-28

Quarta-feira da 33ª Semana do Tempo Comum

Porque tu não depositaste meu dinheiro no banco?
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 19,11-28

Naquele tempo: Jesus acrescentou uma parábola, porque estava perto de Jerusalém e eles pensavam que o Reino de Deus ia chegar logo. Então Jesus disse: ‘Um homem nobre partiu para um país distante, a fim de ser coroado rei e depois voltar. Chamou então dez dos seus empregados, entregou cem moedas de prata a cada um, e disse: ‘Procurai negociar até que eu volte’. Seus concidadãos, porém, o odiavam, e enviaram uma embaixada atrás dele, dizendo: ‘Nós não queremos que esse homem reine sobre nós’. Mas o homem foi coroado rei e voltou. Mandou chamar os empregados, aos quais havia dado o dinheiro, a fim de saber quanto cada um havia lucrado.

O primeiro chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam dez vezes mais.’ O homem disse: ‘Muito bem, servo bom. Como foste fiel em coisas pequenas, recebe o governo de dez cidades’. O segundo chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam cinco vezes mais’. O homem disse também a este: ‘Recebe tu também o governo de cinco cidades’. Chegou o outro empregado e disse: ‘Senhor, aqui estão as tuas cem moedas que guardei num lenço, pois eu tinha medo de ti, porque és um homem severo. Recebes o que não deste e colhes o que não semeaste’. O homem disse: ‘Servo mau, eu te julgo pela tua própria boca. Tu sabias que eu sou um homem severo, que recebo o que não dei e colho o que não semeei. Então, porque tu não depositaste meu dinheiro no banco? Ao chegar, eu o retiraria com juros’.

Depois disse aos que estavam aí presentes: ‘Tirai dele as cem moedas e dai-as àquele que tem mil’. Os presentes disseram: ‘Senhor, esse já tem mil moedas!’Ele respondeu: ‘Eu vos digo: a todo aquele que já possui, será dado mais ainda; mas àquele que nada tem, será tirado até mesmo o que tem. E quanto a esses inimigos, que não queriam que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui e matai-os na minha frente’.’ Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém.

Palavra da Salvação.

Visita da Imagem Peregrina de N. S. Aparecida em Mairi

É com muita emoção, que a Paróquia Nossa Senhora das Dores, recebe a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, no período de 01 a 15 de novembro de 2016.

A imagem chegará em carreta (vinda de Várzea da Roça) no 01 de novembro/2016. A carreata passará pela Av. Reverendo Josias de Freitas Nunes (Avenida Contorno), Av. Antônio Carlos Magalhães, Praça da Bandeira, Rua Nilo Rios (rua do correio), Praça J. J. Seabra e finalizando na Av. Senhor do Bonfim.

Confira a seguir a programação completa da Visita da Imagem Peregrina!

mae-aparecida-01

Atenção: As comunidades devem se organizar (horários, programação) para receber e entregar a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Organizar liturgia, movimentar toda a comunidade e as comunidades próximas também. Não podem deixar a Imagem na Igreja sem a devida atenção. Caso surja algum imprevisto, adequação, manter diálogo com o Padre Pedro, Daniela e Luciene.

Padre Pedro: (74) 98025207
Escritório Paroquial: (74) 3632-3037 / (74) 99987-1690 / (74) 98108-3167
Daniela: (74) 999839491
Luciene: (74) 999842376

Reflexão do Dia – Lc 2, 33-35

Nossa Senhora das Dores . Memória

A presença de Maria junto ao seu Filho no momento do seu suplício mostra para nós a realização da profecia de Simeão: “E quanto a ti, uma espada de dor transpassará a tua alma”. Esta presença também nos mostra a necessidade da nossa presença e da nossa solidariedade junto a todos os que sofrem e que esta presença deve ser muito mais do que estar ao lado fazendo alguma coisa. Ela deve ser também a presença solidária de quem sofre junto, porque temos os mesmos valores, comungamos as mesmas idéias e lutamos pela realização plena dos mesmos projetos.

Festa da Padroeira – Programação de Encerramento

Programação 15-09-2016

Festa da Padroeira 2016 – Programação do 5º Dia

Programação 10-09-2016_0001

Programação 10-09-2016_0002

 

Festa da Padroeira 2016 – Programação do 4º Dia

Programação 09-09-2016